sábado, 21 de agosto de 2010

Galinho agradece apoio de movimento

Ídolo ressalta incentivo do grupo 'Com Zico, pelo Flamengo'


Nesta semana, o maior ídolo da torcida do Flamengo e atual diretor executivo do clube, Zico, recebeu o apoio de um grupo de torcedores que criou um movimento na internet chamado "Com Zico, pelo Flamengo". A manifestação mereceu elogios do Galinho em seu site oficial, o "Zico na Rede".

O ex-camisa 10 da Gávea agradeceu o incentivo e ressaltou o trabalho feito pela diretoria na busca de reestruturar o clube e resgatar a imagem do Maior do Mundo. Zico ainda destacou o empenho de vários colaboradores para o fechamento das contratações de Deivid e Diogo, anunciadas na última quinta-feira.

Os criadores do movimento estiveram na sede rubro-negra na última terça-feira e foram recebidos pelo próprio Galinho e pela presidente Patrícia Amorim.

- Foi emocionante ver a mobilização da torcida na Gávea. Muitas vezes, alguns que se dizem torcedores se unem para invadir, quebrar, intimidar atletas. Infelizmente, até já aconteceu no Flamengo. Mobilização costuma ser sinônimo de protesto. Mas foi diferente e fiquei realmente comovido com a turma que criou na internet o movimento 'Com Zico, pelo Flamengo'. Veio apoio de tudo quanto foi jeito. E pude ver de perto esta demonstração ao lado da Patrícia, dentro do gramado da Gávea. Agradeço a todos aqui, publicamente - escreveu Zico, aproveitando para convocar a torcida a apoiar o time na luta para subir na tabela e, quem sabe, chegar ao heptacampeonato brasileiro.

Por: Lancepress

Diogo não teme pressão do Fla; Zico planeja estreia dele na quinta

Atacante chega ao Flamengo para, ao lado de Deivid, sanar carência de gols, mas prefere humildadade: 'Prometo empenho e dedicação'


Feliz, muito feliz e nada falastrão. Eis Diogo, reforço do Flamengo. A poucos dias de se apresentar, o atacante deu entrevista ao site oficial do clube e, em vez de gols, prometeu empenho e dedicação.

Criado na Portuguesa e emprestado pelo Olympiacos, o atacante de 23 anos terá a primeira experiência no futebol carioca. E a grandeza da torcida do Flamengo o motiva a ponto de não temer a pressão para, ao lado de Deivid, resolver os problemas ofensivos do Flamengo.

O jogador deve ser apresentado no início da próxima semana – provavelmente terça-feira – e pode estrear na próxima rodada

- Se tudo der certo, acho que o Diogo já poderá estrear quinta-feira contra o Atlético Mineiro (no Maracanã) – disse o diretor Zico, na tarde deste sábado, durante o quarto dia Nacional da Construção Civil

Confira trechos da entrevista:

Promessas?
“Todo mundo que fala do Flamengo para mim relata o bom ambiente entre os jogadores e a grandeza da torcida, que é realmente maravilhosa. Eu chego prometendo muita dedicação e empenho, apenas isso. As coisas acontecem naturalmente se nos dedicarmos”.

Parte física
“Estava jogando aqui, na Grécia. Participei de dois amistosos e acho que estou bem fisicamente. Só fico um pouco abaixo dos atletas do elenco rubro-negro no ponto entrosamento e ritmo de jogo. Mas trabalharei muito para chegar ao nível deles”.

Jogar no Flamengo
“Estou muito feliz com esse acerto. Muito feliz mesmo. Além de jogar no clube mais popular do país, chego com o Flamengo defendendo o título. É uma honra muito grande vestir essa camisa”.

A famosa pressão
"Em um clube como o Flamengo não tem como não ter pressão. E acho isso gostoso. Acredito que não teria a mesma graça ser jogador de futebol se não existisse isso. Perderia um pouco da graça".

Elogios de Zico
"Eu não tenho nem palavras para agradecer o que ele disse sobre mim. Sou jovem, não o vi jogar, mas, pelos vídeos, acho que foi o maior jogador brasileiro de todos os tempos, atrás de Pelé apenas. É uma grande honra ser elogiado por ele".

Trajetória na Grécia
"Minha chegada ao Olympiacos foi muito boa. Acredito que rendi mais do que todos esperavam, marcando muitos gols e dando muitas assistências. Conseguimos conquistar o Campeonato Grego e a Copa da Grécia. Para mim foi uma grande vitória, já que cheguei em um país bem diferente e sem falar o idioma. No entanto, na segunda temporada eu acabei me lesionando e participei pouco. Até quando o Zico esteve por lá, eu nem joguei tanto, devido às lesões”.

Por: globoesporte.com

Maratona iminente faz Flamengo planejar vida sem Petkovic

Preparador físico admite que será necessário poupar o sérvio. Renato é a primeira opção de Rogério Lourenço


A maratona vai começar. Nos próximos 40 dias, o Campeonato Brasileiro terá 13 rodadas. Será a hora de o Flamengo colocar à prova o preparo físico e a qualidade do elenco. E um jogador está sob constante observação: Petkovic.

Ídolo da torcida, um dos heróis do título brasileiro de 2009 e o toque refinado do meio-campo. As atribuições do sérvio se multiplicam e o contrato renovado até o fim de 2011 mostra como a diretoria aposta nele.

Mas a idade é impiedosa. A menos de dois meses de completar 38 anos, o jogador sofre com o desgaste natural.

- Pet tem quase 38 anos e teremos 15 jogos em 45, 50 dias. A sequência será pesada. Óbvio que a preparação dele requer cuidado. Temos que ter opções para não sermos surpreendidos – disse Rogério Lourenço.

No coletivo de sexta-feira, o treinador colocou Renato como elo de ligação com o ataque na segunda parte da atividade. Outra opção seria Marquinhos, mas o jogador perdeu a batalha com o Vitória na Justiça e se reapresentou ao ex-clube. Há ainda Vinícius Pacheco e Michael no elenco. O diretor-executivo Zico não descarta a contratação de um apoiador para aumentar a qualidade do setor.

O preparador físico Toninho Oliveira concorda que será necessário um revezamento por causa da sequência pesada de jogos aos domingos e quartas.

- É utopia dizer que o Pet vai participar de todos os jogos desta sequência. Em alguns jogos teremos que poupá-lo porque o ritmo é muito puxado. Em outros que o time esteja vencendo com tranquilidade podemos tirá-lo no segundo tempo – afirmou Toninho.

Por: Eduardo Peixoto

CURTINHAS: Everton confirma que esteve perto de voltar ao Flamengo

Preparador físico avisa que Maldonado será liberado para voltar ao time daqui a uma semana


O Flamengo bem que tentou, mas o Tigres-MEX vetou o retorno do apoiador Everton ao Brasil. No dia seguinte ao fechamento da janela de transferências, o jogador confirmou que por pouco não retornou ao clube em que foi campeão brasileiro.

- De fato cheguei perto do Flamengo. No entanto, não houve acordo e agora tenho que pensar no meu futuro, que é o Tigres. Seria um prazer muito grande retornar à Gávea, mas ao mesmo tempo cresci de produção e ganhei mais oportunidades na equipe. Espero que isso se torne cada vez mais frequente – declarou.

Falta pouco


O vencimento iminente do contrato, que termina no fim deste mês, não é o único motivo para Maldonado ficar fora dos últimos jogos do Flamengo. O chileno ainda faz um trabalho especial de recondicionamento físico e só deve ser liberado para retornar na próxima semana.

- Ele não está no nível físico dos companheiros, mas daqui a uma semana terá condição de jogar. Ele precisa entrar em campo para melhorar – disse o preparador Toninho Oliveira.

Parabéns do papai


Petkovic correu após o treino do Flamengo de sexta-feira, na Gávea. O motivo foi especial: o aniversário de 11 anos da filha Inês. O sérvio encontrou os companheiros no fim da noite no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, e embarcou para Curitiba. Ele será titular na partida contra o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada.

Por: Eduardo Peixoto

Val Baiano e Leandro Amaral podem ter última chance no Fla

Atacantes terão, em breve, companhia de Diogo e Deivid


Deivid e Diogo chegam com a missão de colocar um ponto final na baixíssima produtividade do ataque rubro-negro neste Brasileiro. Até agora, os comandados de Rogério Lourenço marcaram apenas 13 gols, deixando o Flamengo como o terceiro pior ataque da competição. Neste domingo, contra o Atlético-PR, Val Baiano e Leandro Amaral, titulares no último jogo, terão, quem sabe, a última chance para provar a Rogério que reúnem condições de disputar uma vaga na equipe titular.

Para Val Baiano, a carência de gols é fruto da pouca produtividade do setor de armação. Na entrevista coletiva de terça-feira, o atacante garantiu que, nos quatro jogos que disputou até agora, não teve uma oportunidade sequer. Se a bola chegou ou não, fato é que, pelos números do Footstats, Baiano, neste intervalo de tempo, finalizou duas vezes. Porém, ambas foram para fora. Leandro Amaral, por sua vez, atuou apenas na vitória contra o Ceará. E, mesmo assim, ficou longe daquele goleador que passou por Vasco e Fluminense. Em sua primeira atuação pelo Flamengo, recebeu três faltas, deu oito passes e finalizou uma vez. Também para fora.

Disposto a não queimar a atual dupla de atacantes, Rogério Lourenço tenta resolver tudo no papo. Na sexta, depois do treino, ele passou cerca de 15 minutos conversando separadamente com Val Baiano e Borja.

– Leandro Amaral e Val Baiano são experientes, acostumados a essas situações. Sabíamos que tínhamos um problema no ataque, mas não vou creditar à questão técnica. O que procurei conversar com eles foi a confiança que tenho e que não muda nada – explicou Rogério.

Se na terça-feira Val Baiano reclamou da falta de oportunidade, na sexta ele preferiu minimizar a chegada de Diogo e Deivid. Tranquilo, garantiu não se sentir pressionado.

Por: Carlos Monteiro e Pedro Henrique Tores

Próxima semana será decisiva para Maldonado e Willians no Flamengo


Com o elenco reforçado e confiante na reação da equipe no Campeonato Brasileiro, o desafio da diretoria rubro-negra passa a ser a manutenção de jogadores importantes no clube. Em cima deste prisma, a próxima semana promete ser agitada para os dirigentes.

Tudo porque, as situações envolvendo os volantes Maldonado e Willians podem ser definidas. O primeiro, com contrato até 31 de agosto, negocia a sua renovação e tem reunião com Juan Figger, seu empresário, na segunda-feira. Segundo Zico, entre jogador e Flamengo tudo já foi resolvido. Resta o acordo relativo ao compromisso do chileno com o agente, que termina em dezembro deste ano.



Ultimamente, Maldonado tem estado calado, mas já afirmou por diversas vezes o desejo em permanecer no Flamengo. O jogador pretende voltar à equipe titular e ajudar o Rubro-Negro na planejada arrancada no Campeonato Brasileiro.

No momento, embora ainda silenciosa nos bastidores, a situação que envolve a permanência do volante Willians parece ser a mais complicada. Cobiçado por clubes europeus, o empresário do jogador, Sérgio Dias, receberá uma proposta oficial para tentar tirá-lo do Flamengo.

Como a janela de saída para a Europa se encerra no dia 31 de agosto, a diretoria rubro-negra aguarda os acontecimentos e assegura que ainda não recebeu nenhuma oferta pelo jogador.

Questionado sobre uma possível saída, Willians se esquivou. “Vejo pela internet as notícias. Meu empresário está cuidando disso e estou dando o máximo pelo Flamengo, que abriu as portas para mim e tenho um carinho muito grande pelo clube. Penso só em dar o meu máximo e trabalhar forte. Se tiver que ficar, ficarei. Se tiver que sair, também. Penso mesmo é sempre em vencer na vida”, afirmou.

Willians tem contrato com o Flamengo até 2014, com o clube sendo detentor de 40% dos seus direitos econômicos. O restante é dividido entre o Santo André e o empresário do atleta. Para levá-lo, o interessado terá de dispor de 10 milhões de euros (pouco mais de R$ 22 milhões).

Por: Vinicius Castro

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Vetado pelo Boca, Fierro lamenta e prepara-se para voltar ao Fla

Chileno diz não entender por que time argentino foi tão rigoroso


Fierro foi reprovado nos exames médicos do Boca Juniors no início desta semana, mas ainda não se reapresentou ao Flamengo. E nem tem data para tal. O jogador está em Buenos Aires à espera do o visto de trabalho do governo brasileiro para retornar.

Enquanto isso, o chileno reflete sobre a situação aflitiva que viveu. Ele passou um mês na capital argentina e não assinou contrato por causa de um problema no olho direito durante os exames médicos.

Fierro operou o olho em 2005 por causa de um descolamento de retina e desde então não teve mais problemas na visão.

- Não sei por que no Boca foram tão rigorosos comigo e no Flamengo, não. Eu disse ao Boca que me responsabilizava se acontecesse algo, mas não aceitaram – disse o jogador à imprensa argentina.

O jogador tem mais dois anos de contrato com o Rubro-Negro e deve retornar ao elenco de Rogério Lourenço.

Por: globoesporte.com

Deivid se despede do Fenerbahçe, e Diogo é regularizado na CBF

Atacantes serão apresentados pelo Flamengo na próxima semana

Enquanto o Flamengo prepara-se para o jogo contra o Atlético-PR, os novos reforços providenciam a mudança para o Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, Deivid foi ao Fenerbahçe se despedir dos companheiros.


- Joguei por quatro anos no Fenerbahçe e só estou deixando amigos. Agradeço o carinho que sempre recebi de todos, principalmente dos torcedores. Mesmo no Brasil, estarei sempre na torcida pelos amigos e pelo sucesso do clube – declarou o jogador, via assessoria de imprensa.

Nesta sexta-feira, o Flamengo finalizou a documentação de Diogo e o nome dele apareceu no Boletim Informativo Diário (BID). O contrato termina no dia 30 de julho de 2011. No Twitter, o jogador se despediu do companheiro de Olympiacos, Dudu Cearense:

- Fica com Deus, pai. Um abraço e tudo de bom. Estou te esperando um dia aqui também, viu?

O Flamengo espera apresentá-los no início da próxima semana, provavelmente terça-feira. A estreia deve acontecer contra o Santos, na 19ª rodada.

- Estou procurando agilizar tudo, inclusive fazendo o que for possível neste final de semana. Quero viajar logo para o Brasil para ser apresentado pelo Flamengo e começar a treinar com meus novos companheiros – disse Deivid.

Por: globoesporte.com

‘Não podemos confundir alegria com euforia’, alerta Rogério Lourenço

Ambiente do Flamengo muda após contratações de Deivid e Diogo, mas treinador preocupa-se com concentração no jogo de domingo


A semana do Flamengo foi de treinos e suor de olho na partida contra o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada. Mas as manchetes quase restringiram-se à angustiante janela de transferências. A ação final da diretoria, que trouxe Diogo e Deivid, catalizou as atenções e foi comemorada quase como um título pelos torcedores.

Ao fim do treino desta sexta-feira, na Gávea, o técnico Rogério Lourenço estava preocupado com o pouco interesse que a partida em Curitiba despertou.

- Quero lembrar a todos que domingo tem jogo e ele é importantíssimo – disse.

O ambiente na Gávea mudou. Desânimo e marasmo das últimas semanas foram substituídos por olhos brilhantes e expectativas altas, que incluem até a disputa pelo título. Só que o Flamengo precisa pontuar até a estreia dos reforços. No momento, o time está na oitava posição, a 12 pontos do Fluminense.

- O ambiente é ótimo, mas temos que levar para dentro de campo. Não podemos confundir alegria com euforia – afirmou o treinador.

A partida contra o Atlético-PR começa às 16h (de Brasília), e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos.

Por: Eduardo Peixoto

Renato já pensa em G-4 e no título para o Flamengo

Meia elogia grupo rubro-negro e avisa que equipe tem potencial para conquistar o campeonato


Na oitava posição do Brasileiro, o Flamengo segue na tentativa de acertar a equipe para lutar pelo tão sonhado hepta da competição. Se depender da confiança do meia Renato, os torcedores rubro-negros já podem comprar a faixa de campeão.

Após o treino tático realizado quinta-feira, no CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, o meia disse que a equipe está pronta para subir na tabela de classificação.

– O objetivo do nosso grupo, primeiro, é alcançar o G4, e, depois, vamos buscar o título. Nosso elenco é bom e vamos provar a nossa força – disse o apoiador, para em seguida completar.

– Estou me recuperando fisicamente e em breve já estarei pronto. Vai faltar só o entrosamento - finalizou.

Por: Lancepress

Contratado como salvação, Deivid não joga no ataque há quatro anos

O Flamengo anunciou a contratação de Deivid como grande reforço para o ataque da equipe, setor que sofre desde as saídas de Adriano e Vagner Love, no primeiro semestre. Mas o jogador, vindo do Fenerbahce, não vinha sendo no clube turco o centroavante com presença de área que o caracterizava nos tempos de Corinthians, Cruzeiro e Santos.

Nos últimos quatro anos, Deivid vinha jogando mais recuado, no lado direito do meio-campo do Fenerbahce, que costuma jogar com um 4-4-2 clássico. O também brasileiro Alex, ex-Palmeiras e Cruzeiro, atuou nos últimos anos até mais avançado do que Deivid, fazendo por vezes o papel de segundo atacante.

Curiosamente, foi Zico - hoje diretor do Flamengo - quem deu a Deivid a chance de mudar de função em campo. Quando o jogador chegou ao clube, em 2006, pediu ao então treinador da equipe que lhe escalasse um pouco mais recuado. Zico atendeu, e montou o time com Deivid chegando como terceiro homem de ataque. Algo bem diferente da função de centroavante que ele exerceu por muito tempo.


Na maior campanha da história do clube recentemente, a chegada às quartas de final da Champions League de 2007/08, Deivid já exercia a função de quarto homem de meio. No time que venceu o Chelsea por 2 a 1 em Istambul, no primeiro jogo das quartas de final, ele formou a segunda linha ao lado de Mehmet Aurélio, Maldonado e Boral. O ataque tinha Alex e Kezman, que depois deu lugar a Semih Senturk.

Na segunda patida, a derrota por 2 a 0 para os ingleses em Stanford Bridge, que causou a eliminação dos turcos, Deivid novamente fechou a linha de quatro do meio campo, ao lado de Mehmet Aurélio, Maldonado e Kazim; Alex e Senturk, depois substituído por Boral, foram os atacantes.

A formação daquelas duas partidas, as mais conhecidas do Fenerbahce no Brasil, repetiu-se por quase todos os jogos que Deivid fez no clube turco. No Flamengo, ele possivelmente terá de se readaptar a uma função que não exerce na plenitude há quatro anos.

Por: Luis Calvozo e Thiago Arantes

Depois de atacar mercado, Fla vira a mira para manter o elenco

Zico inicia contatos para renovar com Maldonado, Toró e Juan. Willians é assediado por dois times europeus


O Flamengo foi às compras e trouxe na bagagem Diogo e Deivid como objetos de valor no último dia da janela de transferências internacionais. Mas, passado o estresse do momento decisivo, a diretoria muda a mira do trabalho e pensa na manutenção do elenco e, talvez, a contratação de um apoiador no mercado nacional.

A prioridade é a renovação de três compromissos: Maldonado, Toró e Juan. O primeiro termina no fim deste mês, o segundo em outubro e o lateral-esquerdo fica livre no último dia do ano.

- Vamos atacar as renovações. A nossa parte com o Maldonado está resolvida, mas falta o acerto dele com o empresário (Juan Figger, com quem o chileno tem contrato até dezembro). Ainda temos o Toró e o Juan. Todos serão procurados – declarou o diretor de futebol Zico.

O dirigente preocupou-se em deixar uma mensagem aos atletas:

- Quero que eles não desconfiem da importância que tem para o Flamengo. Entendo o lado profissional de cada um, mas vamos negociar dentro daquilo que o clube pode.

Willians, o cobiçado


Se a janela de entrada do exterior fechou na última quinta-feira ainda há espaço para saídas para o futebol europeu até o dia 31 de agosto. O único atleta cobiçado até o momento é Willians.

Em Portugal, a imprensa o coloca como possível substituto de Ramires no Benfica. Mas o interesse mais forte e a proposta que mais o balança vem de outro país. No entanto, o empresário Sérgio Dias ainda não sabe o valor que a equipe se dispõe a pagar. A multa é de € 10 milhões (cerca de R$ 22 milhões).

- Ligaram avisando que enviariam a proposta, mas ainda não chegou. Não será fácil tirá-lo do Flamengo – disse o agente do jogador.

Por enquanto, como não foi procurada, a diretoria rubro-negra apenas aguarda.

- Não recebi nada – afirmou Zico.

O Flamengo tem 40% dos direitos econômicos do atleta (40% pertencem ao Santo André e 10% a Sérgio Dias) e o contrato dele termina em janeiro de 2014. Willians recebeu aumento no início do ano, mas está longe do topo dos maiores salários no clube.

Por: Eduardo Peixoto

Deivid planeja estreia pelo Flamengo contra o Santos

Atacante lembra torcida pelo clube carioca na infância e elogia esforço de Zico na negociação com o Fenerbahçe

Feliz com o acerto com o Flamengo, Deivid já planeja a estreia pelo clube carioca. O atacante garante estar em boa forma física e espera jogar pela primeira vez com camisa rubro-negra no próximo dia 5, quando o Fla enfrenta o Santos, no Maracanã, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atual campeão paulista e da Copa do Brasil foi o último time que o jogador defendeu no país, em 2005.

- Estou no meu condicionamento normal. Só vou precisar de alguns treinos para ganhar entrosamento com o time e também adquirir ritmo de jogo - afirmou.

- Acho que contra o Santos, no dia 5 de setembro, no Maracanã, vou poder estrear. Seria bem legal - acrescentou o atleta, que pediu alguns dias à diretoria rubro-negra para realizar a mudança de Istambul para o Rio.

Depois de cinco anos atuando na Europa (um pelo Sporting-POR e quatro pelo Fenerbahçe-TUR), Deivid comemora a possibilidade de atuar pelo clube pelo qual torcia quando criança.

- Estou muito feliz por poder jogar no Flamengo. Nasci no Rio de Janeiro e nunca escondi que, na minha infância, era torcedor do clube. Sempre tive um respeito muito grande pela nação rubro-negra e prometo fazer de tudo para dar muitas alegrias para a maior torcida do Brasil

Deivid elogiou o diretor executivo de futebol do Fla e destacou o esforço de Zico para que a negociação com o Fenerbahçe fosse concretizada.

- O Zico é um grande amigo, com quem trabalhei por dois anos no Fenerbahçe. Ele me procurou e se empenhou ao máximo para me contratar. É muito bom contar com a confiança do maior ídolo da história do Flamengo.

O atacante, que completa 31 anos em 22 de outubro, fechou um acordo de 28 meses com o Flamengo, válido até dezembro de 2012. O nome do jogador apareceu nesta quinta-feira no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

Por: globoesporte.com

Deivid e Diogo são jogadores do Fla

Aliviado, Zico comemora a contratação dos dois atacantes

O Flamengo conseguiu, na data limite, confirmar a contratação dos atacantes Diogo, ex-Olympiacos, e Deivid, ex-Fenerbahçe, no fim da tarde desta quinta-feira. O nome do segundo, inclusive, já consta no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. Em relação ao primeiro, sua documentação de transferência já foi entregue à Federação de Futebol do Rio de Janeiro e será enviada para a CBF.

- Aconteceu aquilo que a gente esperava. É uma alegria muito grande conseguir essas contratações, pois a diretoria não mediu esforços para isso - disse o diretor executivo, Zico, para em seguida revelar o quão difícil foi a contratação de Deivid. Ele também aproveitou para tecer elogios ao atacante.

- Ele não era aproveitado, mas tinha dois anos de contrato. Por isso foi uma negociação complicada. Mas ele queria voltar a trabalhar comigo (Zico o treinou no Fener). Deivid tem técnica e qualidade. É um artilheiro de toque refinado.

Zico também admitiu que não trabalhou muito tempo com Diogo em sua curta passagem (quatro meses) como técnico do Olympiacos, mas confia muito em seu potencial.

- Diogo é jovem e, como seu time foi eliminado da Liga dos Campeões, ele quis buscar novos objetivos na carreira. Trabalhei pouco tempo com ele, mas é muito forte e tem muita velociade.

Apesar da urgência em resolver a situação, ainda não era necessário que os nomes dos jogadores estivessem no BID. A regularização é uma etapa posterior ao documento de transferência e pode acontecer até a segunda semana de setembro.

Deivid, de 30 anos, teve 100% de seus diretos federativos e econômicos adquiridos pelo Flamengo e assinou contrato até dezembro de 2012 (os valores não foram revelados). Diogo, de 23, vem por empréstimo por um ano, sendo que o clube rubro-negro tem a prioridade em sua compra. O valor pago pela negociação do ex-atacante do Olympiacos foi de € 1 milhão (R$ 2,25 milhões).

Por: Eduardo Peixoto

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Clubes europeus estão de olho em Willians

Empresário confirma sondagens, mas garante que não houve proposta oficial

A lista de possíveis interessados em contar com o futebol de Willians não para de crescer. Empresário do jogador, Sérgio Dias confirma as sondagens. Entretanto, garante que não chegou nenhuma proposta concreta.

– Semana passada, um empresário do Benfica esteve aqui, em Santos, para contratar o Wesley (volante do Peixe). Como a negociação não evoluiu, ele passou a se interessar pelo Willians – revelou Sérgio.

Embora o volante tenha contrato com o Rubro-Negro até o fim de 2013, vários clubes europeus já demonstraram interesse em contratar o jogador. Segundo Sérgio Dias, dirigentes da Espanha, da Alemanha e até da Rússia tentaram obter informações sobre a multa rescisória e o salário do volante.

Apesar da movimentação do mercado, o empresário do jogador faz questão de ressaltar que o caminho natural seria a permanência de Willians na Gávea.

– O contrato dele ia até o fim do ano que vem. Mas, depois do título brasileiro, o Flamengo reconheceu o seu sucesso e melhorou bem a situação financeira. Entretanto, prorrogou o contrato em dois anos – explicou Sérgio Dias.

Por: Lancepress

De touca nova, Cielo fatura o ouro e puxa dobradinha nos 50m borboleta

Brasileiro faz o melhor tempo do ano na prova; Nicholas Santos chega em segundo lugar também sobe no pódio do Pan-Pacífico em Irvine, nos EUA

Nas eliminatórias, era “só para soltar”, e mesmo assim veio o terceiro melhor tempo. A performance de Cesar Cielo à tarde, na primeira vez em que caiu na água no Pan-Pacífico, nos Estados Unidos, abriu uma nova esperança para a final à noite. O brasileiro voltou à piscina do Parque Aquático William Woollett Jr, na cidade californiana de Irvine, e mesmo sem grandes expectativas cumpriu sua rotina de campeão: com a nova touca dourada, bateu em primeiro com 23s03, fez a melhor marca do ano e liderou a dobradinha brasileira seguido por Nicholas Santos, que fez 23s33.

- Eu não podia nadar com a touca dourada e pegar a medalha de prata. Realmente, deu certo. É um bom primeiro passo para o campeonato. No primeiro dia, o que vale é manter o ritmo, mas começar com uma dobradinha é muito bom para mim e para o Nicholas. E também para o grupo ver que pode nadar rápido. O Brasil vai ganhar mais medalhas - afirmou Cielo, logo após a prova, em entrevista ao SporTV.



- É engraçado. Tudo que é 50m, eu nado. Disse para o técnico que poderia me colocar, que eu dava um jeito. É o melhor tempo do ano, do meu ranking. Uma surpresa muito grande. Quero voltar para os 100m e os 50m livre e conquistar mais dois ouros - afirmou Cesão, referindo às provas que vai nadar na quinta-feira e no sábado.

Desta vez, não houve choro no pódio. Cielo pareceu emocionado, mas se limitou a algumas piscadas. A dobradinha com Nicholas é inédita na natação brasileira.

- Foi muito bom. Estou muito feliz com meu tempo. Prefiro perder para o Cesar do que para os gringos. A dobradinha foi muito bacana - festejou Nicholas.

Antes da prova, outro brasileiro festejou vitória. Glabuer Silva venceu a final B com o tempo de 23s64, seguido por Ryan Pin, de Papua Nova Guiné, e Tyler McGill, dos Estados Unidos.

Foi a primeira vez que o nadador do Flamengo vestiu a nova touca, inspirada no capacete do New Orleans Saints, campeão de futebol americano. O brasileiro não era favorito para ganhar a prova, mas confirmou sua condição de grande velocista e bateu o recorde do campeonato, que era do australiano Geoff Huegill (23s27). O terceiro colocado foi o sul-africano Roland Schoeman, com 23s39.

Por: Lydia Gismond

Deivid e Diogo assinam contrato, e Fla corre para inscrevê-los

Expediente da Federação do Rio atrapalha anúncio. Zico e Patrícia Amorim devem se pronunciar no fim do dia para confirmar a chegada da dupla

O Flamengo luta contra o tempo para inscrever sua mais nova dupla de ataque. Deivid e Diogo assinaram contrato com o clube, que agora precisa cumprir o trâmite burocrático para regularizá-los. O primeiro obstáculo na corrida contra o relógio é registrar os jogadores na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), que só abre às 13h (de Brasília). Como o prazo para a janela de transferências internacionais acaba às 17h de hoje, o Rubro-Negro precisa se apressar.

Os contratos de Deivid e Diogo já estão na mão do gerente de futebol Isaías Tinoco. Agora, um documento será remetido para Grécia e Turquia, retornará ao Brasil e ocorrerá a assinatura final dos dirigentes rubro-negros. Se tudo correr bem, a expectativa é de que no fim da tarde o diretor-executivo Zico e a presidente Patrícia Amorim deem uma entrevista no Ninho do Urubu para, enfim, anunciar oficialmente os últimos e importantes reforços do ano.



Apesar da urgência em resolver a situação, ainda não é necessário que os nomes dos jogadores apareçam no Boletim Informativo Diário (BID) neste primeiro momento. A regularização é uma etapa posterior ao documento de transferência e pode acontecer até a segunda semana de setembro.

Diogo será emprestado pelo Olympiacos, da Grécia, por um ano e deve chegar ao Rio de Janeiro no início da próxima semana. Já Deivid rescindiu com o Fenerbahçe e assina até o fim de 2012. O site oficial dele já o coloca como jogador do Flamengo.

Com esses nomes, o Flamengo deve fechar seu elenco para o resto do Brasileirão. O clube queria repatriar também o meia Everton, que fez parte da campanha do hexa, no ano passado, e está no México. Porém, o empresário do jogador, Carlos Jatobá, acabou com as chances rubro-negras.

- O Tigres não vai liberá-lo. Apesar de pouco utilizado, o Everton foi o maior investimento feito pelo clube e os dirigentes preferem mantê-lo por lá por mais tempo.

Por: Eduardo Peixoto

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Volante Willians pode deixar o Flamengo até o final de agosto

Willians pode estar se despedindo do Flamengo


Embora ainda pareça distante para o torcedor, a possibilidade de o volante Willians deixar o Flamengo até o final deste mês é considerável. O jogador despertou o interesse de quatro clubes europeus. O Benfica, de Portugal, seria um deles. Os outros são um clube alemão, um espanhol e um ucraniano.

Willians tem contrato com o Flamengo até 2013, com o clube sendo detentor de 30% dos seus direitos econômicos. O restante é dividido entre o Santo André e o empresário do atleta, Sérgio Dias. Para levá-lo, o interessado terá de dispor de 10 milhões de euros (pouco mais de R$ 22 milhões).

Como a janela de saída para a Europa se encerra no dia 31 de agosto, uma proposta oficial deve chegar às mãos dos dirigentes rubro-negros até o dia 25, próxima quarta-feira.

“Os clubes europeus sempre estiveram interessados no Willians, mas até o momento não chegou uma proposta oficial. Estou aguardando. O jogador está com 24 anos e jogando muito no Flamengo. Uma transferência seria importante para ele. Chegando uma situação boa para ambas as partes, ficará complicado segurá-lo no Flamengo”, afirmou Sérgio Dias, ao UOL Esporte.

O empresário optou por não confirmar o interesse do Benfica, clube no qual Willians seria considerado o substituto ideal para Ramires, que se transferiu para o Chelsea-ING, mas deixou claro que representantes europeus devem conversar com dirigentes do Flamengo nos próximos dias.

“Um jornalista de Lisboa me ligou para perguntar sobre a transferência do Willians para o Benfica. Disse que não sabia de nada e que nenhuma proposta oficial tinha chegado até o momento. Sei que alguns representantes desses clubes interessados devem se reunir com os dirigentes do Flamengo nos próximos dias. Porém, isso ainda não diz nada. É preciso ter a proposta oficial em mãos”, finalizou.

Enquanto aguarda a definição do seu futuro, Willians segue treinando normalmente no Flamengo. Elogiado pelo técnico Rogério Lourenço, o volante vem sendo considerado um dos principais jogadores da equipe nesta temporada.

Por: Vinicius Castro

Fla também acerta com Deivid e aguarda documento para anunciá-lo

Clube fecha empréstimo do atacante até 2012 e corre para inscrevê-lo na CBF. Situação do atacante Diogo é idêntica


Se houver tempo hábil, o Flamengo deve ter nova dupla de ataque para o Campeonato Brasileiro. Além de Diogo, do Olympiacos, por empréstimo de um ano, o clube também acertou a contratação por empréstimo de Deivid, do Fenerbahçe, até 2012.

O problema é que o prazo de inscrição na competição nacional se encerra nesta quinta-feira. O Fla ainda tenta trazer de volta o meia Everton, que foi campeão brasileiro em 2009 e seguiu para o Tigres-MEX.

Em entrevista à Rádio Brasil nesta terça, Deivid se mostrou satisfeito com o interesse do Flamengo, mas ainda não confirmava o acerto:

- É um prazer saber que o Flamengo está interessado em mim. Quando era pequeno, torcia pelo clube. Tenho mais dois anos de contrato, só que, se for bom para mim, posso sentar e conversar. O Fenerbahçe está com dez estrangeiros, e só seis podem jogar. Saí do Rio com 18 anos, fica aquele gostinho de não ter atuado na minha cidade. Quem sabe, depois de 12 anos, volto para jogar no Flamengo? – declarou.

O gerente de futebol Isaías Tinoco está de plantão na Gávea desde o início da manhã desta quarta para tentar regularizar Diogo e Deivid e, enfim, anunciá-los oficialmente como novos reforços.

A diretoria tenta resolver a principal carência do time neste Brasileirão. O Fla tem o terceiro pior ataque, com apenas 13 gols, sendo melhor apenas que Ceará (dez) e Atlético-GO (11). No momento, as opções do técnico Rogério Lourenço são Val Baiano, Borja, Diego Maurício e Leandro Amaral.

Por: Eric Faria

Boca desiste e Fierro retorna ao Flamengo

Meia foi reprovado nos exames médicos do clube argentino


O meia Fierro, que havia saído do Flamengo em julho deste ano, por empréstimo ao Boca Juniors, retorna à Gávea por não ter passado nos exames médicos no clube argentino. O departamento médico do Boca não autorizou a contratação do meia chileno porque ele apresentou deslocamento de retina no olho direito. O jogador disse que ele sofre disso há cinco anos, mas que nunca foi um problema.

- Estou muito triste de não ter fechado com o Boca. Faz cinco anos que jogo assim e nunca tive problemas. Desde que cheguei avisei do meu problema e disse que me responsabilizava. No Flamengo também diagnosticaram o problema, mas ninguém me cobrava - disse em entrevista a rede de televisão TyC Sports.

Por: Lancepress

Resposta do meia Everton só sai na quarta-feira

Empresário não está preocupado com falta de tempo


O Flamengo tenta repatriar Everton, mas a resposta do Tigres (MEX), que detém os direitos do meia, sobre a liberação do atleta não sairá nesta terça-feira. A tendência é a de que só saia na quarta pela manhã.

Apesar de o tempo ser curto, já que a janela de transferência internacional fecha na quinta-feira, o empresário do jogador, Carlos Jatobá, está tranquilo.

- Estamos esperando a decisão ainda. Ela só deve sair na quarta-feira de manhã. Apesar de o tempo ser curto, não estamos preocupados. Ainda há tempo - afirmou.

Por: Nathan de Lima

Nove contêineres reforçam o Ninho do Urubu

Proporcionar uma melhor estrutura é prioridade de Zico

Os rubro-negros vivem a expectativa do anúncio oficial do atacante Diogo. Mas quem pintou terça-feira, para reforçar o precário Centro de Treinamento de Vargem Grande, o Ninho do Urubu, foram nove contêineres, que servirão de escritórios, salas de imprensa e até banheiros, entre outras utilidades.

Os contêineres foram espalhados por diversos pontos do Ninho, próximos aos quatro campos. O primeiro deles, entretanto, foi colocado estrategicamente na entrada do CT, dando a entender que servirá de guarita para os seguranças do clube.

Quando assumiu o cargo de diretor executivo do Rubro-Negro, Zico logo adiantou que suas prioridades seriam as divisões de base e a modernização do Ninho do Urubu.

Apesar da chegada dos conteineres, ainda há muito a ser feito em Vargem Grande. Em função das recentes chuvas, enormes poças de lama se formaram em vários pontos da casa rubro-negra.

Por: Lancepress

Em 2008, Diogo marcou dois gols e tirou liderança do Fla no Brasileirão

Rubro-Negro chegava à 14ª rodada na primeira colocação, mas não conseguiu se manter com empate por 2 a 2 no Canindé

Prestes a ser anunciado como o mais novo reforço do Flamengo, o atacante Diogo já deu bastante dor de cabeça aos rubro-negros. Em 17 de julho de 2008, o jogador comemorava 100 jogos com a camisa da Portuguesa e deu de presente dois gols para a torcida lusa. A atuação do jovem que despontava no cenário nacional ajudou a tirar o Fla da liderança do Campeonato Brasileiro daquele ano (assista aos melhores momentos ao lado). O polêmico 2 a 2 no Canindé fez com que o Grêmio assumisse a ponta após um impiedoso 7 a 1 no Figueirense no Orlando Scarpelli, no dia seguinte.

Diogo ainda teve um gol anulado no primeiro tempo. Em posição duvidosa, o atacante bateu para o gol, mas o lance foi anulado por um dos assistentes, que marcou impedimento. Outra curiosidade da etapa inicial foi o primeiro pênalti batido pelo jogador. Mesmo com paradinha, Bruno defendeu. Entretanto, o árbitro mandou voltar, alegando que o goleiro se adiantou. Na segunda ele convertou, mas por pouco o camisa 1 do Fla não pegou de novo.

O segundo pênalti foi mais tranquilo. Diogo bateu no ângulo esquerdo, e Bruno caiu para o lado direito.

Os dois gols acabaram sendo pouco pelo tanto que aprontou o atacante naquela noite. O aposentado Fábio Luciano que o diga. No segundo tempo, o zagueiro tentou afastar uma bola e acertou o camisa 100 da Lusa. A bola foi na direção do gol, encobrindo Bruno, caprichosamente tocando no travessão e indo pela linha de fundo.

Pouco depois, em jogada dentro da área, Diogo deu uma "caneta" desconsertante em Fábio Luciano e, cara a cara com Bruno, acabou desperdiçando grande chance. O goleiro, que estava em noite inspirada, defendeu.

O Flamengo marcou na partida com Ronaldo Angelim, de mão, e Ibson. O meia ainda desperdiçou a chance da vitória no fim. Ele bateu pênalti sofrido por Juan, mas Sérgio defendeu. Novamente a arbitragem invalidou a cobrança, também alegando que o goleiro se adiantou. Na segunda oportunidade, o camisa 7 foi de novo parado por Sérgio.

Por: Globoesporte.com

CURTINHAS: Apesar das críticas, terceiro uniforme faz sucesso

Dispensado do Ceará, Erick Flores pode voltar ao Flamengo. Patrícia Amorim apoia doações à APAE


Depois do jogo contra o Corinthians, no último dia 8, no Pacaeumbu, muita gente criticou o fato de o Flamengo ter usado o seu terceiro uniforme. Mas o clube resolveu se defender e expôs seus motivo para considerar bem sucedido o lançamento do produto. Para começar, esclareceu que as cores azul e amarelo não foram escolhidas por questões mercadológicas, mas pelo fato de serem as primeiras da história do clube.

O que chamou mesmo a atenção foram os números. Desde o início de sua comercialização 91.415 peças foram vendidas. Segundo o Flamengo, isso representa mais de 40% das vendas do uniforme principal (o rubro-negro), e mais do que outras equipes vendem com a sua primeira camisa no ano inteiro. Mas para efeito de comparação interna, vale destacar que o as vendas da terceira camisa do Flamengo ultrapassam as da segunda, a camisa branca, sendo o segundo item mais vendido da coleção da Olympikus. E que também foi o produto mais vendido para as crianças e adolescentes no primeiro semestre de 2010.


Volta?


Com a chegada do técnico Mário Sérgio, Erick Flores acabou sendo dispensado do Ceará. Com isso, é possível que ele volte ao Flamengo, com quem tem contrato até 2013.


Ação beneficente


O Flamengo anunciou, esta semana, que está apoiando a campanha em prol da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE-RIO). Por isso, o clube está pedindo a ajuda em doações de alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal. A coleta está sendo feita na Gávea.

- A força e a grandeza da nossa torcida podem ser fundamentais nesta campanha – disse a presidente Patrícia Amorim.

Por: globoesporte.com

Val Baiano: ‘Depois que o primeiro gol sair, será um atrás do outro’

Sem temer a chegada de Diogo, atacante volta a lamentar falta de chances criadas para ele finalizar, e relembra seu retrospecto de goleador


Val Baiano passou a ficar conhecido no cenário nacional após os 18 gols marcados no Brasileiro de 2009 pelo Barueri. Foi basicamente por conta dessa perfomance que ele foi contratado pelo Flamengo. Mas em "quase" quatro jogos ele ainda não justificou essa fama. Em branco no segundo tempo contra o Inter e nos jogos contra Vasco, Corinthians e Ceará, o atacante reconhece que vem sendo cobrado para marcar o primeiro gol pelo clube, mas voltou a usar a falta de oportunidades como justificativa para o jejum. Confiante, ele afirmou que esse panorama irá mudar em breve e não mostrou qualquer preocupação com a provável chegada de Diogo, do Olympiakos.

Sem reclamar das cobranças no Flamengo, Val Baiano apontou a falta de criatividade do time como o principal motivo para ele ainda não ter balançado a rede pelo novo clube. Por isso, ele relembrou o seu próprio retrospecto para garantir que as coisas vão melhorar.

- Infelizmente a bola não está chegando. Já fiz 3,5 jogos até agora e ainda não tive uma única chance de gol. Ano passado eu fiz 18 gols porque o time vinha jogando junto, com entrosamento... Falavam no Barueri que iam buscar outro atacante quando o Pedrão saiu, mas aproveitei a chance que tive. Aqui não vai ser diferente. Quando estivermos mais entrosados e com ritmo de jogo, o sistema ofensivo vai funcionar. Minha irmã (Mara) mesmo diz que eu costumo chegar aos clubes sem fazer gols. Mas depois que o gol sair será um atrás do outro – prometeu Val Baiano.

Confirmado no ataque ao lado de Leandro Amaral para enfrentar o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada, ele não teme perder esta vaga de titular com a chegada de Diogo. A diretoria só está esperando a confirmação de que o atacante do Olympiakos será regularizado até quinta-feira, quando a janela de transferência se encerra, para anunciá-lo oficialmente.

- O Brasileiro é um campeonato longo. Com time se ganha alguns jogos, mas com elenco se ganha o campeonato. Quem vier está vindo para ajudar o Flamengo e o Rogério vai colocar em campo quem estiver melhor – disse Val Baiano.

Por: globoesporte.com

Jean e Angelim devem formar a dupla de zaga contra o Atlético-PR

Rogério Lourenço descarta esquema com três zagueiros e elogia as opções de zagueiros no elenco: ‘O Flamengo está bem servido ali atrás’


A dúvida de quem formará a de zaga com Ronaldo Angelim contra o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada, já começou a ser esclarecida por Rogério Lourenço na última terça-feira. Após descartar a possibilidade de jogar com três zagueiros em Curitiba e de elogiar as opções que ele tem para o setor no elenco rubro-negro, ele indicou que Jean deve voltar ao time.

Inicialmente, Rogério foi diplomático ao comentar a briga no setor para ver quem joga ao lado de Angelim. Depois de mostrar-se satisfeito com os números do sistema defensivo rubro-negro (o time tem a terceira melhor defesa do Brasileiro, com apenas 10 gols sofridos em 14 jogos), ele optou por elogiar os seus zagueiros.

- Quando defino um esquema, prefiro mudá-lo o menos possível. Então a tendência é jogarmos com dois zagueiros mesmo. Vamos para lá com o time escalado. O Flamengo vive um bom momento com os seus quatro zagueiros do elenco: o Angelim é super regular, Jean entrou em forma e exerce uma liderança positiva, Welinton apresentou uma evolução muito grande, e o David era titular até a Copa do Mundo e saiu do time só por causa dos problemas que teve na sua regularização. Escolher entre eles é uma dor de cabeça boa. Tenho uma ideia e vou procurar ser justo. O Flamengo está bem servido ali atrás – disse o treinador durante sua entrevista coletiva no Ninho do Urubu.

Mas ao deixar o centro de treinamento ele admitiu que Jean, que cumpriu suspensão contra o Ceará, no último sábado, no Maracanã, deve ser o escolhido.

- Ainda vou ver os treinos e testar as opções, mas a tendência é ir com o Jean mesmo. Ele entrou muito bem, mostrou segurança... Vamos ver. É um decisão difícil. Como eu disse antes, estamos bem servidos – comentou Rogério.

Se esta sua decisão for confirmada, o Flamengo deve enfrentar o Atlético-PR com Marcelo Lomba, Leonardo Moura, Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Correa, Willians, Renato e Petkovic; Val Baiano e Leandro Amaral.

Por: Cloboesporte.com

Mesmo atrás de reforços, Zico valoriza o elenco rubro-negro

Diretor questiona críticas ao time: ‘é melhor do que outros, só não passa por um bom momento’


Enquanto busca reforços antes do prazo final para contratações internacionais, que termina nesta quinta-feira, o Flamengo trata de dar valor ao que possui. Nesta terça-feira, Zico transmitiu confiança ao elenco após o treino do CT do Ninho do Urubu, em Vargem Grande.

- Falei para os jogadores acreditarem neles. O Flamengo tem mais time do que muitos outros, só não passa por um bom momento. Queremos que a torcida esteja junto com a gente, que ela ajude a transformar os jogadores com o seu grito – afirmou o diretor do futebol rubro-negro.

Zico questionou as críticas ao time lembrando a oitava posição no Campeonato Brasileiro, com 20 pontos:

- O Flamengo está a um ponto da zona da Libertadores. Será que o time é tão ruim? Até parece que não tem ninguém da equipe campeã brasileira. Mas ninguém perde impunemente os jogadores que nós perdemos – diz, referindo-se a Adriano, Bruno e Zé Roberto, três dos que foram campeões no ano passado e não estão mais no clube.

Ao mesmo tempo em que procura valorizar o elenco, Zico corre para reforçá-lo. O atacante Diogo, do Olympiacos, já fechou com o clube e está bem próximo de ser anunciado oficialmente.

Por: Leonardo Filipo

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Zico se encontra com torcedores do Flamengo na Gávea

Patricia Amorim ressalta o movimento Com Zico pelo Flamengo

O encontro entre Zico, a presidente do Flamengo, Patricia Amorim e a comissão do movimento Com Zico pelo Flamengo reuniu cerca de cem torcedores na Gávea e foi um sucesso. No centro do gramado, os dirigentes conversaram com os seis torcedores e receberam a faixa da campanha, além de uma carta de apoio incondicional a todas as iniciativas do Galinho. Durante o encontro, Patricia Amorim comemorou a atitude destes torcedores.

- É um grande prazer receber a torcida, principalmente em um momento difícil como este. Quando a fase é boa é fácil apoiar, difícil é agora - afirmou.

Logo em seguida, quem agradeceu ao carinho dos torcedores foi Zico. Ele também lembrou que a festa feita nas arquibancadas já seria suficiente. Além disso, ele disse que seu grande objetivo no Flamengo é entregar um centro de treinamento pronto. No entanto, ele confessou que sabia, desde que assumiu o cargo, que participaria da gestão do futebol do clube. Após o encontro, o Galinho cumprimentou, um por um, os mais de cem torcedores que marcaram presença na Gávea.

O movimento surgiu por meio dos próprios torcedores nos sites de relacionamento. No sábado, eles levaram a faixa da campanha ao Maracanã, quando o Flamengo venceu o Ceará, por 1 a 0.

Por: Lancepress

Fla pode ter novo patrocinador no calção em setembro

Empresa de telefonia pagaria R$ 2 milhões anuais ao clube e poderia lançar produtos licenciados. Banco faz proposta para renovar contrato

A partir de setembro o short do Flamengo deve passar a ter um patrocinador. O departamento de marketing rubro-negro está acertando os últimos detalhes de um acordo de dois anos com a Tim, empresa de telefonia. O clube lucraria R$ 2 milhões anuais e ainda daria prioridade à companhia na criação de alguns produtos licenciados. A previsão é de que o contrato seja levado para votação no Conselho Deliberativo até o fim de agosto ou início de setembro. Outro assunto que passou a ser conduzido pelo clube é a renovação com o BMG para a manga da camisa.

Inicialmente, a Tim tinha a ideia de estampar sua marca dentro dos números das camisas do futebol. Mas como a Batavo tem a exclusividade, a empresa migraria para o calção, em um espaço discreto e não ocuparia a maior parte de trás do short, como acontece com outros clubes. Os R$ 4 milhões que o Flamengo receberia pelo acordo não devem ser usados para a construção do Ninho do Urubu.

O departamento de marketing espera arrecadar ainda mais dinheiro nessa parceira com a Tim. Pelo contrato, a empresa terá a prioridade no caso do lançamento de produtos de licenciamento. Já existe um projeto de venda de chips personalizados do Flamengo.

Além desta negociação, o marketing rubro-negro também já está discutindo a renovação do contrato com o BMG, que termina no fim do ano. O banco, inclusive, já encaminhou uma proposta ao Flamengo superior aos R$ 8,5 milhões pagos em 2010 (R$ 8 milhões para o futebol e R$ 500 mil para o basquete). Os novos valores estão um pouco abaixo dos R$ 10 milhões anuais para seguir patrocinando os dois esportes.

No próximo dia 30, o Conselho Deliberativo votará a renovação do contrato com a SKYpara o basquete, que gira em torno dos R$ 1,2 milhões para 2011. Além desta empresa e do BMG, o esporte também deve ter um terceiro patrocinador para os próximos dois anos. A Locanti formalizou proposta ao Flamengo de cerca de R$ 700 mil anuais.

Por: globoesporte.com

Deivid: 'É um prazer saber que o Flamengo está interessado em mim'

Com pouco espaço no Fenerbahçe, da Turquia, atacante carioca comenta possibilidade de atuar em sua cidade, mas nega participação em negociação


Em busca de soluções para o ataque, o Flamengo, que anunciou nesta terça-feira o acerto por empréstimo com Diogo, do Olympiakos-GRE, ainda tenta um nome de peso para a sequência da temporada – Deivid, atualmente no Fenerbahçe, da Turquia. Torcedor rubro-negro quando criança, o jogador falou sobre o interesse do clube e se mostrou animado com a possibilidade de defender uma equipe de sua própria cidade pela primeira vez.

- É um prazer saber que o Flamengo está interessado em mim. Quando era pequeno, torcia pelo clube. Tenho mais dois anos de contrato, só que, se for bom para mim, posso sentar e conversar. O Fenerbahçe está com dez estrangeiros, e só seis podem jogar. Saí do Rio com 18 anos, fica aquele gostinho de não ter atuado na minha cidade. Quem sabe, depois de 12 anos, volto para jogar no Flamengo? – declarou, em entrevista à Rádio Brasil.

O atacante admitiu ter conversado com o diretor de futebol do Fla, Zico – seu amigo pessoal - quando esteve no Brasil, de férias, mas deixou claro que não vem participando de qualquer negociação.

- Falei com o Zico em junho, quando estava de férias no Rio. Pedi para ele procurar o (Juan) Figger. Só vou participar da negociação na reta final, para dar o sinal verde. Eu e Zico temos amizade, um tem muito carinho pelo outro. Sei que ele vai montar um grande equipe e é uma pessoa de credibilidade.

Segundo Deivid, que também estaria na mira do Corinthians, uma das exigências para seu retorno ao Brasil é que a equipe interessada o compre em definitivo.

- Voltar por empréstimo não seria bom para mim, quero em definitivo. Já tenho 30 anos e meus dois filhos estão na escola.

As poucas chances no time turco também servem de incentivo para que Deivid veja com bons olhos um retorno ao país.

- Estamos fora da Liga dos Campeões. Além disso, estou atuando pouco porque o novo treinador tem escalado o time com dois pontas e somente um atacante lá na frente - explicou.

Por: globoesporte.com

Fla fecha com Diogo por um ano

Clube espera apenas documentação do atacante para fazer anúncio oficial


Flamengo fechou nesta terça-feira a contratação do atacante Diogo, que pertence ao Olympiacos. O clube irá pagar aos gregos um milhão de euros (aproximadamente R$ 2,25 milhões) pelo empréstimo de um ano. O jogador receberá cerca de R$ 2, 7 milhões pelo acordo.

A diretoria rubro-negra, no entanto, não fará o anúncio oficial antes de conseguir a inscrição de Diogo na CBF. Os dirigentes temem que um possível atraso nas questões burocráticas atrapalhe sua regularização antes de quinta-feira, prazo final para contratações internacionais.

Diogo brilhou pela Portuguesa até 2008, quando se transferiu para o futebol grego. No início de 2010, clubes paulistas tentaram o seu empréstimo, mas o Olympiacos chegou a pedir cerca de 800 mil euros pela liberação. Na Grécia, o atacante foi treinado por Zico, atualmente diretor executivo do Flamengo.

Por: globoesporte.com

Patricia Amorim diz que dinheiro não é problema para contratar

Com as saídas de Adriano, Love e a suspensão de Bruno há dinheiro disponível


A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, garantiu que o clube tem dinheiro para contratar reforços para o restante da temporada. A mandatária rubro-negra contou que com a saída de Adriano, Vagner Love e a suspensão de contrato do goleiro Bruno, o clube tem dinheiro em caixa o suficiente para pagar os ordenados dos novos jogadores.

– Temos dinheiro. Não existe crise financeira. Não estamos mais pagando o salário do Adriano, do Vagner Love e do Bruno. Só não teria dinheiro para fazer loucura. Temos feito um esforço maior para adquirir os direitos econômicos de algum jogador, como é o caso do David, e conseguimos 60% – disse Patricia Amorim, que concluiu.

– Temos dinheiro para pagar os salários. Esse é o meu compromisso.

Por: Lancepress

Torcedores terão encontro com Zico e Patrícia Amorim, nesta terça-feira, na Gávea


As últimas cartadas para o Flamengo reforçar o elenco estão sendo dadas pelo diretor executivo, Zico, e pela presidente do clube, Patrícia Amorim. Inclusive, os dois receberão um grupo extenso de torcedores nesta terça-feira, às 17h, na Gávea.

No encontro, os líderes do movimento “Com Zico pelo Flamengo”, que foi idealizado pela internet, vão entregar uma carta de apoio ao clube e discutirão meios de permanecer ajudando o Rubro-Negro com os dirigentes.

Inicialmente, o encontro seria realizado no CT Ninho do Urubu, mas acabou vindo para a Gávea em virtude do treino da equipe profissional ter sido transferido para Vargem Grande, onde o Flamengo permanecerá até o final da semana.

Em conjunto com o encontro dos torcedores, os dirigentes rubro-negros não descartam o anúncio de reforços para esta terça-feira. Inicialmente, “prometidos” para a última segunda-feira, novidades podem pintar a qualquer momento para a torcida rubro-negra.

Buscando soluções para a equipe, a diretoria se reuniu na noite de segunda-feira para tentar apressar o acerto com possíveis reforços.

Por: Vinicius Castro

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Jorge Wagner pode parar no Fla, diz colunista do L!

No entanto, o jogador está acertado com o futebol japonês


Quase acertado para jogar no futebol japonês, o polivalente Jorge Wagner pode ir para o Flamengo. Quem confirma a informação é o colunista do LANCE! Vitor Birner.

De acordo com o colunista, os dirigentes do Rubro-Negro estão interessados na contratação do jogador do São Paulo e estão dispostos a investir.

No entanto, a concorrência do futebol do japonês pode impedir o acerto com o Flamengo. Liberado para o São Paulo para negociar com outro clube, Jorge Wagner tem contrato com o Tricolor até o fim de 2010. Aos 32 anos, ele está tendo poucas oportunidades do Brasileirão.

Por: Lancepress

Geovanni é oferecido ao Flamengo por empresários

Jogador de 30 anos rescindiu o contrato com o Hull City, da Inglaterra, e está livre para negociar


Livre para negociar com qualquer clube após se desligar do Hull City, da Inglaterra, de forma amigável, o apoiador Geovanni, ex-Cruzeiro e Barcelona, foi oferecido por empresário ligados ao Flamengo para os dirigentes do clube.

Procurado pela reportagem do LANCENET! , o representante do apoiador, Roberto Assunção, confirmou que foi procurado, entretanto ainda não recebeu qualquer contato da cúpula de futebol do Rubro-Negro.

- Na verdade, tem uma semana que venho recebendo ligações de empresário ligados ao Flamengo. Até agora, no entanto, não recebi nenhuma proposta oficial do clube. Estamos aguardando um contato com Zico - revelou Assunção ao LANCENET!.

O apoiador, que está com 30 anos, está treinando na Toca da Raposa, CT do Cruzeiro, há duas semanas, desde que rescindiu seu contrato com o Hull City, onde estava atuando como segundo-volante e chegou a ter boas atuações. O jogador foi revelado pelo clube mineiro e, além do Barcelona, já atuou por Benfica e Manchester City.

Por: Bruno Braga

Zico pede calma: ‘Estamos atuando para dar boas notícias’

Diretor executivo não cita nomes, mas diz que está atrás de reforços e passa otimismo aos rubro-negros. Deivid segue na mira


A cada dia que passa, os torcedores do Flamengo ficam mais impacientes em relação ao ataque do time, que, mesmo com a estreia de Leandro Amaral na magra vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, segue muito mal, com 13 gols em 14 rodadas. Para piorar, o limite para a contratação de um jogador que atue no exterior está se esgotando, já que a janela de transferências se encerra na próxima quinta-feira, dia 19 – até essa data, o nome do atleta precisa ser registrado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. Mesmo correndo contra o tempo, o diretor executivo, Zico, pede tranquilidade e diz que segue atrás de reforços.

- Não quero me antecipar e falar nomes antes de tudo estar cem por cento resolvido. Mas o torcedor pode ficar tranqüilo, pois estamos atuando para dar boas notícias. As confirmações não dependem só do clube ou da nossa vontade, mas estou otimista.

Três nomes estão na mira do clube: Deivid, do Fenerbahçe (Turquia), Everton, do Tigres (México), e Diogo, do Olimpiakos (Grécia). No entanto, o nome preferido continua sendo o do atacante do time turco. E, como ele ainda não jogou pelo campeonato nacional, a possibilidade de haver um acordo entre os clubes aumentou.

Na Turquia, apenas oito estrangeiros podem ser inscritos por clube, sendo que o Fenerbahçe tem dez. Neste domingo, na estreia, o time goleou o Antalyaspor por 4 a 0 e cinco estrangeiros foram utilizados. A diretoria do Fener ainda contratou mais um, o senegalês Niang, aumentando para seis o números de inscritos. Sobram três jogadores para duas vagas, e o nome de Deivid deve ficar fora, o que abriria uma condição de negociação com o Flamengo.

Confira quem são os estrangeiros do Fener:

Os brasileiros André Santos, Bilica, Cristian, Alex e Deivid, o espanhol Guiza,o eslovaco Miroslav Stoch, o uruguaio Lugano e os senegaleses Niang e Issiar Dia.

Por: globoesporte.com

David, Welinton e Jean brigam por uma vaga contra o Atlético-PR

Com opções para a zaga, Rogério ainda tem dúvida de quem será titular ao lado de Angelim. Treinador é só elogios ao sistema defensivo


Rogério Lourenço ainda não definiu o time que enfrentará o Atlético-PR, no próximo domingo, na Arena da Baixada. O retorno de Juan, que passou mal horas antes do jogo contra o Ceará, no último sábado, não deve ser a única mudança que será feita pelo treinador. Com todos os zagueiros à disposição, ele só vai definir quem formará a dupla com Ronaldo Angelim ao longo desta semana.

Pelo menos ele não quis esclarecer esta dúvida após a vitória contra o Ceará. Ao contrário, ele elogiou todas as opções que tem para montar o setor e, ainda que timidamente, não descartou a possibilidade de mudar o esquema para o 3-5-2. Afinal, ele passou a ter todas as possibilidades do elenco para escolher. Jean cumpriu suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians, David está regularizado e Welinton teve uma boa exibição no último sábado.

- Durante a competição existe a possibilidade de usarmos três zagueiros... Welinton fez uma grande atuação contra o Ceará, o Jean quando entrou foi muito bem, o Angelim mantém o nível e a regularidade de sempre, o David foi contratado pelos méritos dele... Com dois ou três zagueiros no time, vai ser uma briga boa de qualquer maneira. Decidir entre eles é um problema bom para mim – disse Rogério, para elogiar a defesa como um todo.

Afinal, o time só sofreu 11 gols nos 14 jogos do Brasileiro, sendo o terceiro que menos foi vazado, ao lado do Cruzeiro. O Flamengo só perde para o próprio Ceará, que levou sete gols, e para o Fluminense, que sofreu nove vezes.

- Quero exaltar o nosso sistema defensivo. Mas lembro que ele começa lá na frente com o Leandro Amaral e o Val, que ajudaram muito na marcação. Quando eu cheguei aqui, o Flamengo fazia muitos gols, mas também levava muitos. Então hoje se vê um sistema defensivo bem arrumado – elogiou Rogério.

O Flamengo volta a campo contra o Atlético-PR, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

Por: Rodrigo Benchimol

domingo, 15 de agosto de 2010

Presidente do Fla: quero Ronaldinho, Juan e Julio Cesar

A presidente do Flamengo quer trazer grandes jogadores para o clube


Ser presidente do Flamengo pode ser prejudicial à saúde. Principalmente, quando desgraças de todos o tipos andam em fila, sem trégua. Patrícia Amorim, 41 anos, perdeu o sono, a fome e, até, o sossego no supermercado. Mas não perdeu a fé e a paciência. Seu sonho é do tamanho dos problemas que tem enfrentado desde que assumiu. A ex-nadadora quer formar um time com Julio Cesar, Juan, Ronaldinho e o questionado Felipe Melo.

O DIA - Você ainda sabe nadar?
Patrícia - (Risos) Nadar é como andar de bicicleta. A gente não esquece. Ainda nado bem, mas devagar, e só no verão. A época do sacrifício passou. Nem sei qual foi a última vez...

O DIA - Como é uma mulher na presidência?
Patrícia - Vou no vestiário ver se tem sabonete na saboneteira. Quando eu estava em campanha e ia ao banheiro, via que o sabonete era diluído numa garrafa pet. Prometi que os banheiros seriam limpos e cheirosos. Eu tinha horror àquilo.

O DIA - Sofre preconceito?
Patrícia - Rola preconceito. Para alguns, não posso dar certo por ser mulher. O universo do futebol é machista. Mas os jogadores são gentis. Não tenho postura de prepotência ou fanfarronice. Até para dar esporro eu sou gentil. Mas falo o que me incomoda. Fui preparada para a porrada. Cresci no esporte.

O DIA - Tem empatia com algum jogador?
Patrícia - O Léo Moura. Não fiz nenhuma campanha para ele ser o capitão, tá? Ele compreende a relação com a instituição. Se peço para dar uma força ao basquete, ele vai lá. Gosto da mãe e da irmã dele. Aliás, outro dia a mãe dele me cobrou a contratação de um atacante (risos).

O DIA - Os jogadores cobram?
Patrícia - O Bruno era o capitão. Tudo o que ele pediu pelos outros jogadores, eu cumpri. Prefiro me virar para resolver os problemas dos que estão aqui do que trazer alguém de fora.

O DIA - É possível formar um grande time, pensando assim?
Patrícia - É. Vou conseguir.

O DIA - Você ainda não conseguiu...
Patrícia - Quero o Ronaldinho Gaúcho. Para ter ele, o Julio Cesar, o Juan e o Felipe Melo, tenho que pagar. Estou falando de jogadores com quem conversei.

O DIA - Conversou? Acha que realiza esse sonho em 2012, seu último ano no clube?
Patrícia - Não. Acho que no ano que vem. Mas o Flamengo precisa terminar 2010 bem. Se não, fica difícil. Preciso ter um projeto no qual as pessoas apostem.

O DIA - Não é um sonho impossível você ter Julio Cesar, Juan, Felipe Melo e Ronaldinho?
Patrícia - Não é impossível. Estou arrumando a casa para esse momento. O simbolismo dos formados aqui é fundamental. Quero investir nas raízes.

O DIA - Gosta do Felipe Melo? Ele foi execrado na Copa!
Patrícia - Não entendo tanto de futebol, não. Mas vamos lá... Gosto de quem gosta do Flamengo. Gosto de quem quer vir pra cá. Ele gosta. A gente nunca tinha se encontrado na vida. Eu estava de bermuda, em Orlando, indo a um restaurante brasileiro. Ele abriu o vidro do carro e gritou: "Oh, presidente!" Falei: "Quando você volta pra casa?" Ele disse: "Sou louco pra voltar". Aí, falei: "Estamos de portas abertas. Vamos conversar".

O DIA - Sondou o Julio Cesar?
Patrícia - Falei com o pai do Julio Cesar há umas duas semanas, aqui na Gávea. Ele está sempre aqui. Disse que agora não daria. Mas avisei que quero ter preferência. Quero conversar.

O DIA - E o Juan?
Patrícia - Nosso vice jurídico, Rafael de Piro, jogou com o Juan na base do Flamengo. É o melhor amigo dele. Eles já conversaram. Juan disse que no ano que vem senta para conversar.

O DIA - E o Ronaldinho?
Patrícia - Falei uma vez com o Ronaldinho e outras três com o Assis, irmão dele. A relação é boa.

O DIA - Esse time seria já para o primeiro semestre?
Patrícia - Ah, eu quero (risos). Eu queria dar esse presente de Natal para os torcedores, mas é lógico que depende do jogador. É claro que ele tem propostas. Outro dia, estava lendo que o Palmeiras quer o Ronaldinho. Fico preocupada. Eles podem fazer uma proposta melhor. Fico tentando manter a relação para saber se posso competir.

O DIA - Como o Flamengo vai conseguir tantos reforços?
Patrícia - O desafio é equilibrar o orçamento e não perder a competitividade. Quando apresentar um aumento de receita, uma diminuição de despesa e resultado financeiro, vou me sentir à vontade para dizer que chegou a hora de fazer um investimento maior. Vou precisar de um orçamento maior para o futebol. O passivo a gente vai ter que enfrentar.

O DIA - Desistiu de rescindir o contrato do Bruno?
Patrícia - Sigo o que a comissão jurídica determina. O encaminhamento inicial era a rescisão por justa causa e uma ação por perdas e danos. Só que desde 2005, não pagavam as luvas dele. Eu vinha pagando R$ 100 mil por mês a ele, de luvas, mas a dívida antiga está perto de R$ 1 milhão. Decidimos que, se for uma negociação interessante para o clube, a gente vai estudar a possibilidade de fazer a demissão sem justa causa. Seria um acordo. De salário, não há nenhuma dívida. Bruno recebeu salário de R$ 150 mil, em carteira, até julho.

O DIA - Você tem notícias dele?
Patrícia - Nenhuma. Não me senti à vontade de perguntar aos jogadores se alguém tem alguma notícia. Todo mundo está tão apavorado... O Willians foi o que mais sentiu, pois era companheiro de quarto.

O DIA - Conversou com ele?
Patrícia - Ele não dá abertura, não. Ainda não consegui chegar nele. É muito calado.

O DIA - Seus filhos usavam a camisa do Bruno?
Patrícia - Isso foi um horror. As camisas dos meus filhos estão sem uso. Não dá para usar mais. O Ricardo (9 anos), falou: "Você afastou o Bruno. Não vou mais torcer para o Flamengo".

O DIA - Você enfrenta cobranças até em casa?
Patrícia - Eles cobram. Não emito opinião em casa porque sei que o que eu falar vai parar na escola. No dia do jogo contra o Corinthians, meus filhos começaram a berrar: "Você é quem manda lá! Tem que reclamar com o Zico!" Fui chamada na escola do caçula (Leonardo, 3 anos), porque ele está ensinando o hino do Flamengo para os colegas. O pai de um amigo dele é tricolor doente e o filho chegou cantando o hino do Flamengo em casa.

O DIA - Gosta de bad boys?
Patrícia - Hoje é complicado. Mas estou segura porque agora boto cláusulas no contrato que me permitem rescindir, se houver algum desgaste à instituição.

O DIA - O jogador do Flamengo pode ir à festa na Chatuba?
Patrícia - Ah, não dá mais. Adriano começou a faltar a treinos, ter problemas com a noiva... Hoje, é muito difícil admitir esse tipo de postura aqui. O Flamengo está traumatizado. A gente não vai procurar esse tipo de perfil. Gordo, de cara feia, sem comemorar... Perdeu o sentido.

O DIA - Fez inimigos como presidente do Flamengo? A relação com o Ricardo Teixeira ficou ruim?
Patrícia - Ah, ficou, né? Ele levou para o lado da amizade que tem com o Kléber (Leite). Desde janeiro, eu tinha compromisso com o Fábio Koff na eleição do Clube dos 13. O Kleber se lançou depois. Deve também estar chateado comigo, mas ele também teve o seu candidato a presidente do Flamengo. Não votou em mim. Só que eu não levo para o lado pessoal. São acordos que se faz. Sou firme. O que eu falo, vou fazer.

O DIA - Passa pela cabeça o risco de Zico não funcionar?
Patrícia - Passa. Tenho que preservá-lo. Preciso estabelecer com ele uma relação de confiança. Não interfiro, mas tenho que defender a instituição. Há coisas que ele quer fazer, mas pelo estatuto não é possível. Essa autonomia não existe. Tenho que passar tudo pelo conselho fiscal e vice presidências.

O DIA - Você consegue fazer cobranças ou críticas ao Zico?
Patrícia - Não foi preciso ainda. Mas com certeza vou conseguir. O que segurou o Flamengo nesse episódio do Bruno foi a chegada do Zico. A vinda dele segurou minha sanidade mental, meu equilíbrio.

O DIA - Está arrependida ou pensa em reeleição?
Patrícia - Estou onde queria estar. É uma honra. Fui longe demais. Faltam dois anos e meio. Tenho autocrítica. Se estiver bem, vou querer continuar.

O DIA - Como está a rotina?
Patrícia - Durmo mal. A vida mudou. É assustador. Emagreci.Não tenho fome. Tenho fome de gol (risos), e o gol não sai. Não posso caminhar na praia. Não faço mais compra no supermercado. Outro dia, um cara parou na minha frente e falou: "Patrícia, vai tomar no c.." Meu Deus, tenho que tomar muito cuidado. Tenho gastrite e umas enxaquecas horríveis.

O DIA - Os meninos sofrem?
Patrícia - O mais velho teve queda nas notas da escola. O outro, de 9 anos, quando a gente estava na Disney, ia na Internet e voltava com novidades: "Mãe, você vai ter que depor!"

O DIA - Qual é a sua religião?
Patrícia - Dizem que filha de judeu é judeu, e também casei com um. Então, sou judia. Quer saber de uma coisa? Gosto muito é do trabalho. Se eu for entregar tudo para a fé, fico destruída, pois estou aqui há sete meses e só aconteceu desgraça. Vou acreditar em quê? Sou cética para umas coisas. Só não digo que aconteceu de tudo aqui porque sei lá se vem coisa pior.

Por: Marluci Martins

Willians: ‘Estou me desgastando bem mais do que vinha acontecendo’

Volante não se importa de estar sobrecarregado na marcação com novo esquema montado por Rogério, que é só elogios ao jogador


A escalação de quatro jogadores experientes e longe das condições ideais contra o Ceará, no último sábado, no Maracanã, evidenciou o que já era esperado: os homens de marcação ficaram sobrecarregados. Um deles em especial: Willians. Atuando mais recuado do que o costume, o volante teve uma exibição destacável tanto na parte defensiva quanto na ofensiva. Afinal, além de fazer bem a função de proteção à zaga, foi ele quem sofreu o pênalti que originou o gol da vitória rubro-negra.

O principal motivo de Willians ter se desdobrado em campo foi a montagem de um quarteto ofensivo formado por Petkovic, Renato, Leandro Amaral e Val Baiano, todos ainda precisando de mais preparo físico ou ritmo de jogo. Além disso, a média de idade deles é de 32,75 anos. Com isso, só restou ao próprio volante reconhecer que teve mais trabalho do que normalmente acontece.

- Estou me desgastando bem mais do que vinha acontecendo no ano passado e no começo desse ano. Tenho de ajudar... Estou aqui, amo o Flamengo, a torcida é maravilhosa, mas tenho de entrar em campo e dar o máximo. Se depender de mim nunca vai faltar disposição quando vestir camisa do Flamengo – disse Willians.

Como não poderia deixar de ser, a atuação do volante contra o Ceará foi muito elogiada por Rogério Lourenço, que destacou a entrega em campo do jogador, em qualquer função que ele exerça.

- Fico feliz com a forma que o Willians tem se portado. Na formação do esquema eu penso que tenho de tirar o melhor dos jogadores, dentro das suas características. Nessa formação, o Willians ocupa muito bem essa linha de três (jogadores) à frente da zaga, seja jogando pela esquerda ou pela direita... Ele tem uma ótima saída, uma vitalidade e um grande poder de marcação. Seu papel é impressionante e importante para a equipe. Vejo um futuro muito bom para a carreira dele.... Ele gosta de jogar e ajuda muito a nossa equipe – elogiou Rogério.

O Flamengo volta a campo contra o Atlético-PR, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

Por: Rodrigo Benchimol

Diogo passa a ser a bola da vez para reforçar ainda mais o ataque

Sem acerto com Deivid, atacante do Olympiakos volta aos planos da diretoria. Empresário teria viajado à Grécia para negociar


Rogério Lourenço não quis comentar nomes de jogadores que não estão no atual elenco rubro-negro. A diretoria também trabalha em silêncio e não concede entrevistas. Mas Diogo, do Olympiakos, voltou a ser comentado nos bastidores da Gávea. Com Deivid descartando publicamente um retorno ao Brasil, o atacante do clube grego voltou aos planos de Zico, que já o comandou como técnico na sua passagem pelo país.

O empresário de Diogo, Cláudio Guadagno, teria, inclusive, viajado para a Grécia nos últimos dias com uma autorização do Flamengo para tentar trazê-lo. O atacante era um dos nomes da lista inicial de reforços pedida por Rogério Lourenço. Mas o treinador não quis comentar o assunto na sua coletiva após a vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, neste sábado, no Maracanã.

- Prefiro só falar nos nomes dos jogadores que estão aqui.

Diogo brilhou pela Portuguesa até 2008, quando se transferiu para o futebol grego. No início de 2010, clubes paulistas tentaram o seu empréstimo, mas o Olympiacos chegou a pedir cerca de R$ 800 mil pela liberação. Com a falta de atacantes de qualidade na Gávea, a diretoria está disposta a fazer o investimento para repatriá-lo.

Por: Rodrigo Benchimol

Renato Abreu vibra e se diz satisfeito: 'Superei as minhas expectativas'

Meia tem atuação discreta, mas comemora o fato de ter aguentado jogar o tempo todo na vitória sobre o Ceará


A atuação do Flamengo na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, neste sábado, no Maracanã,esteve longe de ser convincente. Mas todos os jogadores comemoram o fato de o time ter quebrado o jejum de quatro jogos sem vitórias no Brasileiro, sendo três sem marcar um gol sequer. Um dos mais satisfeitos na saída de campo foi Renato Abreu, que reconheceu estar longe do ideal, mas aprovou seu retorno ao Rubro-Negro após dois meses sem jogar.

- Estou muito feliz por jogar o jogo inteiro no Maracanã, que tem um campo grande, e vencer depois de quatro jogos sem um resultado positivo. Superei as minhas expectativas. Agora teremos mais uma semana para aprimorar a forma física e o entrosamento.

Sincero, o meia admitiu que o time não jogou bem.

- Não tivemos uma atuação brilhante, mas uma vitória simples é importante neste campeonato. Conseguimos o resultado dentro da nossa casa. Esse é o Flamengo. Independentemente de termos ganho de 1 a 0 ou 3 a 0, o importante é que quebramos aquele jejum.

Autor do gol da vitória, Petkovic fez uma análise parecida. Para ele, o Flamengo encontrou dificuldades por alguns problemas na escalação, mas soube se superar.

- Tivemos algumas estreias, Michael jogou na posição que não joga há muito tempo porque o Juan passou mal. Merecemos ganhar. Hoje fomos um pouco melhor que o adversário. Valeu pelos três pontos.

O Flamengo enfrenta o Atlético-PR, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

Por: globoesporte.com

Petkovic, de pênalti, dá vitória ao Fla sobre Ceará em dia de fracas estreias

Time põe fim a jejum de quatro jogos sem vencer e de três sem fazer gols, mas Leandro Amaral e Renato Abreu têm atuações apagadas

Num dia de estreias apagadas e atuação fraca do time, a torcida do Flamengo pôde comemorar pelo menos o fim do jejum de quatro jogos sem vitória e de três sem balançar as redes. Num gol de pênalti marcado por Petkovic no fim do primeiro tempo, o Rubro-Negro derrotou o Ceará por 1 a 0, neste sábado, no Maracanã. A equipe com defesa menos vazada do Brasileirão foi superior na maior parte do primeiro tempo e no fim da segunda etapa, mas saiu com outro resultado negativo e já acumula sete partidas sem vencer.

A grande expectativa era pelas estreias de Leandro Amaral e Renato Abreu. O primeiro teve atuação muito fraca, com pouca movimentação e receio de fazer as jogadas - não atuava há mais de um ano, desde julho de 2009. O meia, que veio do futebol árabe, mostrou estar sem ritmo de jogo, mas ao menos repetiu a boa pontaria dos velhos tempos em bela cobrança de falta, no segundo tempo

Na 15ª rodada, o Flamengo, que com a vitória pulou para 20 pontos ganhos e está, provisoriamente, na sétima posição, irá à Arena da Baixada encarar o Atlético-PR, no próximo domingo. O Ceará, que por enquanto caiu para o quarto lugar, estacionado nos 21, receberá no Castelão, no próximo sábado, o Grêmio.



Ceará melhor


Apesar da empolgação dos rubro-negros presentes ao Maracanã - foram pouco mais de 20 mil pagantes - com as estreias de Renato Abreu e Leandro Amaral, o primeiro tempo, não fosse o gol de pênalti de Petkovic, teria sido um dos piores do Flamengo neste Brasileirão. Enfrentando a competente e menos vazada defesa do campeonato, com até então seis gols sofridos, o time praticamente não criou chances. Esbarrou, principalmente, na pouquíssima mobilidade dos estreantes, além de Val Baiano, que sequer era notado em campo, e do próprio Petkovic, que começou totalmente apático.

Até então terceiro na tabela, o Ceará não tinha nada a ver com isso. Sem Erick Flores, impedido de jogar pelo Flamengo, com quem ainda tem vínculo, o time começou a primeira etapa superior em campo e a dominou na maior parte do tempo. Em dois minutos, o goleiro Marcelo Lomba apareceu em duas intervenções. Na primeira, saiu para socar uma bola na área. Na segunda, defendeu um tiro de Michel na entrada da meia-lua. Além de marcar bem, o Vovô tocava melhor a bola e dava mostras de que ia explorar o lado esquerdo rubro-negro. Isso porque, momentos antes de a partida começar, o Flamengo perdeu Juan, com problemas intestinais. O técnico Rogério Lourenço foi obrigado a devolver Michael à sua posição de origem, a lateral esquerda. Só que o agora meia mostrava total desconforto na posição.

Melhor para Oziel. O lateral-direito do Vovô subia com disposição e criava por ali as melhores jogadas. Numa delas, tentou bater cruzado, mas o tirou saiu torto e encontrou a cabeça de Washington, seu colega de time. Mas a bola foi para fora.

A equipe cearense, que se aproveitava da pouca mobilidade do ataque rubro-negro e dos erros de passe do meio-campo, tinha a iniciativa do ataque. Camilo, João Marcos e Washington se movimentavam bem e mostravam bom toque de bola. Numa cobrança de falta aos 14 minutos, Michel fez Marcelo Lomba trabalhar novamente. O tiro saiu com força mas no meio do gol, e o goleiro espalmou para escanteio.

Gol de Petkovic


O grande erro da equipe cearense foi ter começado a recuar um pouco a partir dos 20 minutos. Foi quando o Flamengo começou a aparecer melhor pelo lado direito, ora com Willians, ora com Léo Moura, que aos 21 minutos partiu em velocidade para a área, mas desperdiçou a jogada ao tentar cavar um pênalti - o árbitro Wagner Reway não caiu na conversa.



Com Leandro Amaral visivelmente com medo de arriscar mais jogadas e com Val Baiano sem qualquer mobilidade - o ataque foi o oitavo escalado por Rogério neste Brasileirão -, o jeito era apostar na bola parada. E servia até escanteio. Ainda mais com Petkovic. Aos 31 minutos, obrigou Diego - que quase levou gol olímpico - a tocar a bola para córner.

De volta ao Maracanã, o goleiro enfrentava o time que o revelou para o futebol. E aos 44 minutos sentiu pela primeira vez, do lado contrário, a torcida que sempre esteve a seu favor comemorar um gol. Numa jogada pela direita, aos 42 minutos, Willians arrancou, pedalou e levou vantagem sobre Fabrício. Na corrida, caiu na área após um choque com Anderson, que usou o braço na jogada. O árbitro interpretou como um empurrão do zagueiro e marcou pênalti. Petkovic bateu com categoria. Goleiro para um lado, bola para o outro, à esquerda. O Flamengo terminava o primeiro tempo com vantagem de 1 a 0.

Sai Leandro Amaral


Os dois times começaram a segunda etapa em busca do gol. O Vovô novamente se aproveitava da péssima saída de jogo da defesa, dos constantes erros de passe no meio-campo e da má forma física do time rubro-negro. Camilo, Tony e Oziel ditavam o ritmo. Mas a primeira jogada perigosa foi do Fla, novamente em bola parada. Dessa vez, Renato Abreu levou perigo, num petardo de longe, relembrando os velhos tempos. Diego fez a melhor defesa da partida, tocando para escanteio.

No minuto seguinte, aos 20, o Ceará deu o troco. Em bola lançada por Oziel, Washington aproveitou a falha de Welinton e girou sobre o zagueiro, mas o tiro foi para fora. Logo em seguida, o técnico interino alvinegro, Sérgio Araújo - Mário Sérgio, recém-contratado, acompanhou a parttida pela TV, em São Paulo -, trocou João Marcos pelo experiente Geraldo. Rogério Lourenço resolveu sacar Leandro Amaral, que saiu aplaudido, mas não conseguiu sequer chutar a gol. Entrou em seu lugar Vinícius Pacheco, para aumentar a movimentação.

Aos 24, Tony tentou fazer gol olímpico, mas Marcelo Lomba salvou, tocando para córner. O Vovô continuou melhor na partida. Pet tentava armar o Flamengo, que esbarrava em atuações apagadíssimas, como a de Michael, muito vaiado pela torcida.

No fim, o Ceará quase chegou ao empate. Washington, aquele mesmo que jogou no Americano, de Campos, só não marcou aos 43 após passe de Geraldo porque Welinton travou o chute no momento certo. O dia não era mesmo do Vovô.

Por: globoesporte.com